Certificação Digital chega aos 18 anos e não para de se renovar

Neste ano, a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil chega aos 18 anos de criação. É uma data muito importante para todo o setor de certificação digital, que viu nesse período o quanto de avanços foram possíveis. A Serasa Experian, por exemplo, desde o primeiro momento acreditou nesse segmento e foi a primeira Certificadora Digital a iniciar atividade nessa área. Eu, pessoalmente, que sempre tive ligação com esse universo, me lembro de forma muito clara as dificuldades que passamos no início, ao chegar numa empresa por exemplo e tentar convencê-la de que se tratava de uma ferramenta que oferecia uma série de benefícios e que havia reconhecimento jurídico. A pergunta imediata era: e quem está usando? De fato, naquele início, não havia o que responder. Como toda novidade, a certificação digital chegou em meio a muitas dúvidas e incertezas. Mas a Serasa Experian, de pronto, entendeu seu potencial e resolveu investir. Aos poucos fomos ganhando massa crítica…
Ler Mais
  • 0

Processos e pessoas primeiro, tecnologia depois…

Pode soar um tanto repetitivo o que vou descrever aqui, mas, lamentavelmente, continuo vendo isto acontecer a todo tempo e não posso deixar de reforçar mais uma vez: processo e pessoas primeiro, tecnologia e equipamentos depois. Não o contrário. O gestor de supply chain e/ou operações é constantemente bombardeado pelas mais diversas soluções de equipamentos e softwares, que se apresentam com a bandeira de resolver (como um “passe de mágica”) os problemas de nível de serviço, visibilidade, custos e perdas em uma cadeia de valor. Por um lado, tem-se que reconhecer que, nos últimos 10 a 20 anos, há uma exponencial crescente de inovações neste sentido, acompanhada de uma fabulosa decrescente nos custos de aquisição, estes últimos muitas vezes se tornando variáveis, graças à computação em nuvem, ao conceito de SaaS (Software as a Service) e às modalidades de locação e cobrança variável de ativos pelo uso. A sedução trazida pelo que estas novas tecnologias são capazes de fa…
Ler Mais
  • 0

Relacionamento amoroso no ambiente de trabalho

Respeitadas exceções, é muito comum que o empregado (refiro-me à espécie e não ao gênero, razão pela qual de considerar-se também a empregada) dedique maior parte de sua vida às horas de trabalho, o que importa em estabelecer que – muito provavelmente – seu relacionamento pessoal com colegas supere o tempo de relacionamento com pessoas estranhas à empresa. Desta convivência diária é possível surgir sentimento que extravase a esfera do coleguismo ou da simples amizade, nascendo um sentimento de caráter amoroso. Duas podem ser as ações do empregado que permitiu – como se fosse possível impedir – o surgimento deste sentimento: conservá-lo consigo e não o manifestar ou noticiá-lo ao outrem. Na hipótese de o empregado encerrar em si mesmo seu sentimento, não haverá problema no que concerne ao ambiente de trabalho. Todavia, se o empregado o manifestar a repercussão pode ser danosa, conforme passo a considerar. Se o sentimento não for correspondido, pode ser que passe …
Ler Mais
  • 0

A importância de um bom formulário online para o seu e-commerce

Nas lojas físicas, os empreendedores não podem descuidar de recursos como as vitrines e a disposição dos produtos. No caso das lojas online, as ferramentas são outras, e ter um site bem estruturado com um mecanismo interno para busca e um bom formulário de contato são itens indispensáveis para otimizar as vendas. É importante destacar que os formulários de contato são um canal de comunicação entre empresas e clientes. Portanto, eles precisam ser disponibilizados em sites, blogs e mesmo em plataformas como os aplicativos.

Os meios de criação de um formulário de contato variam de acordo com a plataforma ou a linguagem de programação utilizada no desenvolvimento do site. De maneira geral, não é difícil ativar esse canal de comunicação, mas algumas dicas podem ajudar nesse processo.

1. Pense no formulário desde o planejamento do site

Pelo formulário de contato é possível conhecer as dúvidas e insatisfações do clie…

Ler Mais
  • 0

Startup palestra sobre as práticas da alta-performance de empresas como Google, Intel Linkedin e Zynga

Com o objetivo de ajudar as empresas a implementar uma metodologia de metas direcionada para alcançar resultados, a Qulture.Rocks, startup de tecnologia para a gestão de desempenho empresarial, palestra amanhã, quinta-feira, 11 de julho, às 9h, para gestores, líderes e executivos membros da ABRH-SP – Associação Brasileira de Recursos Humanos. Inspiradas e baseadas nas melhores práticas da alta-performance de empresas como Google, Intel, Linkedin e Zynga e outras companhias de prestígio no mundo das marcas, as OKR (Objectives and Key Results) será o tema da palestra, conduzida por Renata Monteiro, vice-presidente da Qulture.Rocks. A profissional falará sobre como as empresas do Vale do Silício crescem usando este tipo de metodologia de metas e gestão, que é uma abordagem simples, cuja proposta é criar alinhamento e engajamento dos colaboradores em torno de metas mensuráveis. Para mais informações, acesse: https://abrhsp.org.br/eventos   FONTE: ECOMMERCEN…
Ler Mais
  • 0

Rakuten Expo Brasil 2019 será unificada à conferência Rakuten Optimism e acontecerá nos Estados Unidos

A Rakuten Digital Commerce e Rakuten Marketing, empresas do grupo global de internet e comércio eletrônico Rakuten Inc., anunciam uma importante novidade para a sua tradicional conferência anual que reúne importantes players do e-commerce. Ao invés de realizar a Rakuten EXPO aqui no Brasil, em 2019, as palestras, debates e apresentações acontecerão no Rakuten Optimism 2019, nos Estados Unidos. O evento acontecerá no dia 23 de outubro, em São Francisco, na Califórnia. A estratégia global do grupo é centralizar as Rakuten Expo, que aconteciam ao redor do mundo, em apenas três países. Por isso, em 2019, o evento não será realizado no País. Assim como o Rakuten Optimism 2019 dos EUA receberá as empresas norte e sul-americanas, o da França reunirá as europeias e as asiáticas irão ao Japão. A decisão estratégica evidencia o crescimento e a importância cada vez maior da marca Rakuten Expo para o segmento. “As expectativas para o Rakuten Optimism 2019 são as melhores. A ideia…
Ler Mais
  • 0

Uma análise do acordo Mercosul e União Europeia

Mediante condições negociadoras internacionais e domésticas excepcionais, e de forma concomitante à reunião das vinte maiores economias do mundo (G20), os representantes do executivo do Mercosul e da União Europeia fecharam um acordo de livre comércio, em junho de 2019. Um conjunto de pressupostos internacionais permitiram a realização do acordo: i) o perfil de política externa e comercial adotada pela Casa Branca; ii) a consistente expansão chinesa em direção aos países em desenvolvimento; iii) a rivalidade crescente entre Estados Unidos (EUA) e China, em especial no campo comercial; iv) a iniciativa europeia de se reinserir, entre os espaços de expansão comercial possível, no tabuleiro econômico global. De outro lado, no âmbito regional, do ponto de vista argentino, as condições para realização do acordo encontraram um cenário eleitoral em disputa entre o presidente Macri, candidato à reeleição, contra Alberto Fernandez – que detém Cristina Kirchner como vice e rep…
Ler Mais
  • 0

Dor pessoal: A chave para uma startup de sucesso

Você já se pegou observando algum pequeno processo do dia a dia e pensou de que forma poderia torná-lo mais rápido, confortável, prático ou até seguro? Esse tipo de reflexão, as chamadas “dores pessoais”, podem ser a chave para ideias que darão origem a startups de sucesso. Infelizmente, muitos empreendedores não partem desse princípio. Muitos pensam na solução em si, antes de pensar no problema que gostariam de resolver. O resultado disso: nem sempre aquela solução poderá ser validada pelas necessidades do mercado em que está envolvida. Em alguns casos, já existem outras ideias que resolveram o problema e surgiram antes, em outros; os consumidores não enxergam o produto ou solução como a melhor forma de resolver aquela questão, ou por último, o problema sequer existe. No estudo “The Top 20 reasons startups die”, divulgada pela consultoria americana CB Insights, 42% das empresas analisadas não sobreviveram pois, apesar de terem uma solução, não tinham um problema real…
Ler Mais
  • 0